Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Junho, 2009

By Khaled Hosseini

thousand splendid suns Mariam is only fifteen when she is sent to Kabul to marry the troubled and bitter Rasheed, who is thirty years her senior. Nearly two decades later, in a climate of growing unrest, tragedy strikes fifteen-year-old Laila, who must leave her home and join Mariam’s unhappy household. Laila and Mariam are to find consolation in each other, their friendship to grow as deep as the bond between sisters, as strong as the ties between mother and daughter. With the passing of time comes Taliban rule over Afghanistan, the streets of Kabul loud with the sound of gunfire and bombs, life a desperate struggle against starvation, brutality and fear, the women’s endurance tested beyond their worst imaginings. Yet love can move a person to act in unexpected ways, lead them to overcome the most daunting obstacles with a startling heroism. In the end it is love that triumphs over death and destruction.

Read Full Post »

Cidade do Sol, A

De Khaled Hosseini

cidade_do_solMariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rasheed, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: “Você pode ser tudo o que quiser.” Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela História, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a História continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do “todo humano”, somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.

Indicado por Lisandra: “Quero indicar A Cidade do Sol porque é o meu preferido juntamente com o Caçador de Pipas e é um livro maravilhoso em todos os aspectos, escrita, trama, personagens, impacto, final, em tudo, me emocionei desde as primeiras páginas até o final, é um livro lindo!”

(Indicação de livros para opinlit@gmail.com)

Read Full Post »

Alive

Piers Paul Read

ALIVEOn October 12, 1972, an Uruguayan Air Force plane carrying a team of rugby players crashed in the remote snowy peaks of the Andes. Ten weeks later, only sixteen of the forty-five passengers were found alive. This is the story of those ten weeks spent in the shelter of the plane’s fuselage without food and with scarcely any hope of a rescue. The survivors protected and helped one another, and came to the difficult conclusion that to live meant doing the unimaginable. Confronting nature at its most furious, two brave young men risked their lives to hike through the mountains looking for help — and ultimately found it.

Read Full Post »

Lição final, A

Por Randy Pausch

a liçao finalInformado por seu médico que teria apenas 6 meses de vida por causa de um câncer, o professor Randy Pausch compareceu ao Carnegie Mellon University para apresentar sua palestra final, intitulada “Concretizando realmente seus sonhos de criança”. Cinqüenta dias depois, mais de 25 milhões de pessoas já conheciam o professor e seu trabalho e o haviam acolhido em seus corações Um fenômeno editorial que mostra o sentido da luta pela vida.

Indicado por Mauricio Dantas: Esse livro é meio que no estilo de As terças com Morrie, mas eu gostei mais da narrativa dele pela visão otimista de vida e por ser ele o enfermo e contando sua historia, indico e dou nota máxima.

(Indicação de livros para opinlit@gmail.com)

Read Full Post »

Para Sempre Alice

De Lisa Genova

Para sempre AliceAlice sempre foi uma mulher de certezas. Casada e mãe de três filhos já adultos, ela é professora titular em Harvard, uma especialista de renome mundial. Perto de completar 50 anos, Alice começa a esquecer. No início, coisas sem importância, como o lugar em que deixou o celular, até que, um dia, ela se perde a caminho de casa. Um diagnóstico inesperado altera para sempre sua vida e sua maneira de se relacionar com a própria família e o mundo. E, quando não há mais certezas possíveis, só o amor sabe o que é verdade. De alguma forma e apesar de tudo, Alice é para sempre.

Indicado por Catia: Esse livro me emocionou porque fala do mal de Alzheimer e minha avó sofre com isso, é um livro muito bonito e faz a gente ter uma noçao do que é conviver com alguém que tenha a doença e tb saber o sofrimento dessa pessoa. Indico a todos!

Read Full Post »

By Robyn Harding

the journal of mortifying momentsKerry Spence is unfulfilled by her soulless career in advertising, disappointed by her dysfunctional relationship, and horrified by the ever-increasing size of her ass. Ever since her gorgeous, self-absorbed boyfriend Sam demoted her to late night hook-up status, she has fortified herself with prime-time TV and blissful binges on cream cheese frosting, awaiting an epiphany that will reveal her next move.
Of course, everybody in her life is full of advice. Her free-spirited divorcee mother-when not necking furiously with her much younger boyfriend- sagely counsels her daughter to do whatever it takes to snag Sam back, since, quite frankly, he is the best she can do. Her friends ply her with fruity cocktails and dispense bits of ‘Cosmo’ wisdom like “Divide your age in half and add seven-that’s the youngest man you are allowed to date” and “Scotch tape can eliminate forehead wrinkles.” And then there is Kerry’s shrink, the calm, unflappable therapist who suggests she start “a diary of past encounters with men that may be contributing to her negative and dysfunctional quasi-relationship.” Or, as Kerry sees it, a journal of mortifying moments. Beginning with a kissing game gone bad in grade school, the journal jump-starts Kerry’s stroll down memory lane of man troubles. But just as Kerry decides her poorly dressed therapist is as crazy as everybody else in her orbit, she begins to realize the journal may actually make some sense-as she plumbs the depths of her most embarrassing experiences on a quest for personal awareness that will give her the strength to turn her life around-and just maybe find love again.

Read Full Post »